segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Estados Unidos fatura ouro por equipes e Brasil leva prata no ISA Master em El Salvador

Equipe dos USA 1º Lugar
Neste domingo (23), sexto e último dia do ISA Masters World Surfing Championship em Punta Roca, La Libertad, El Salvador, o Brasil terminou vice-campeão superado apenas pelos Estados Unidos do campeão Kahuna Tom Curren.

O Brasil tinha chances de seis pódios e garantiu quatro, um deles o vice-título Grand Master do baiano Jojó de Olivença, que disputou também entre os mais jovens da Master e nela ficou em quinto, a uma posição da decisão.

Na primeira das finais, a Master feminina, a carioca Andrea Lopes foi terceira, mas superou com boa margem Alissa Cairns, dos Estados Unidos, e assim ajudou a manter nossa superioridade provisória, além de quase tomar a segunda posição da sulafricana Heather Clark, enquanto a australiana hepta da elite mundial Layne Beachley sobrou na final e vibrou muito.

Na Grand Kahuna, Jorge Bittencourt não fez final, mas o Brasil vibrou com o costariquenho Craig Schreber a frente do sulafricano defensor do título Chris Knutsen, do “aussie” Nick Pearson, e do “z-boy” Allen Sarlo, norteamericano que liderou mas finalizou quarto, e assim todos os adversários diretos tiveram prejuízos, o menor deles o da África do Sul, 140 pontos perdidos no vice de Knutsen, na primeira das duas vitórias que ficaram na América Central.

Na Kahuna, a dobradinha possível com o autor da maior nota em El Salvador, e vice 2010, Sergio Penna, acabou na última repescagem, quando o carioca finalizou sexto, mas o Brasil foi quarto geral com o catarinense David Husadel em final com o sulafricano David Malherbe, terceiro, e os norteamericanos Tom Curren, ícone do esporte e seu tricampeão de elite, e Jim Hogan, campeão e vice entre os acima dos quarenta e cinco anos.

Na Grand Masters, o baiano Jojó de Olivença liderou por quase todo o tempo mas terminou em segundo, com outro brasileiro, o paraibano Fábio Gouveia, em um mais distante terceiro lugar.

Jojó foi pela primeira vez campeão nacional profissional no mesmo 1988 em que Fabinho, um pouco mais novo, conquistou na Open (Qualquer idade) o primeiro título mundial da ISA para o Brasil, em Porto Rico, país do novamente melhor da Grand Master Juan Ashton, ficando em quarto Andre Malherbe, da África do Sul, terceiro ao final.

Na Masters Masculina, fechando o Mundial ISA em El Salvador, Ross William foi o Havaí em quarto, com o sulafricano Gary Van Wieringen terceiro, e o porto-riquenho Carlos Cabrero sendo vice do imbatível australiano Mark Richardson, dono das decisivas notas 7,17 e 8,17, esta que igualou a obtida na Kahuna pelo também campeão Curren, mas somou decisivamente para ele chegar aos 15,34 pontos totais, média recorde das finais e justamente na última delas, o que não eliminou o prejuízo australiano que não alcançou o pódio.

Na Master, Jojó também competiu e garantiu um importante quinto lugar para si e para o Brasil, pois somou ao seu vice título da Grand Master para lhe tornar o maior pontuador por um seleção de todas no torneio.

Algo aliás não previsto, pois Jojó, que só competiria entre os da Master, e supriu a ausência de um atleta que, de última hora, desistiu de ir sem haver mais tempo hábil de o substituir na dupla que viria a ser o Brasil no pódio acima dos quarenta anos, o que não impediu o segundo lugar geral do Brasil como um todo, e uma super ação de Jojó em Punta Roca, a versão salvadorenha da Praia do “Backdoor“, a de origem dele em Olivença, na baiana Ilhéus, uma das boas opções para o Brasil futuramente receber o ISA Masters, e ele ser novamente seleção com mais histórias e vitórias entre todas as da Confederação Brasileira de Surf.
Medalha de ouro, Layne Beachley (AUS)

Final Results – Team Medalists
Gold: USA
Silver: Brazil
Bronze: South Africa
Copper: Puerto Rico  

Final results – Women Masters
Gold: Layne Beachley (AUS)
Silver: Heather Clark (RSA)
Bronze: Andrea Lopes (BRA)
Copper: Alissa Cairns (USA)

Medalha de ouro, Craig Schieber (CRI)
Final results – Grand Kahunas
Gold: Craig Schieber (CRI)
Silver: Chris Knutsen (RSA)
Bronze: Nick Pearson (AUS)
Copper: Allen Sarlo (USA)
Final Results – Kahunas
Gold: Tom Curren (USA)
Silver: Jim Hogan (USA)
Bronze: David Malherbe (RSA)
Copper: David Husadel (BRA)

Mesalha de ouro, Juan Ahston (PUR)
Final results - Grand Masters
Gold: Juan Ahston (PUR)
Silver: Jojo de Olivença (BRA)
Bronze: Fabio Gouveia (BRA)
Copper: Andre Malherbe (RSA)
Final Results – Masters
Gold: Mark Richardson (AUS)
Silver: Carlos Cabrero (PUR)
Bronze: Gary Van Wieringen (RSA) 
Copper: Ross Williams (HAW)

Equipe do Brasil 2º Lugar
Colocações por países
1º Estados Unidos 9396
2º Brasil 9086
3º Africa do Sul 8886
4º Porto Rico 8618
5º Australia 8480
6º Hawai 7664
7º Costa Rica 6090
8º Argentina 6016
9º França 5821
10º Perú 5548
11º Venezuela 5363
12º Trinidad & Tobago 5335
13º El Salvador 5230
14º Ecuador 5030
15º Uruguay 3640
16º México 2240
17º Suecia 1905
18º Alemanha 1680
19º Suiça 680
20º Panamá 500
21º Nova Zelandia 450

O ISA World Masters Surfing Championship é patrocinado por El Salvador Impresionante, Alcaldía del Puerto de La Libertad, Surfos, Alcatel, TACA, El Gráfico, Olas Permanentes Magazine, TIGO, Decameron, Cushe, Maya Realty, Yamaha, Alamo, La Femenina, CONJUVE, Amate Travel, Línea Ejecutiva, Surfline, Hospital de la Mujer, Arreconsa, Torogoz, Pepsi, Adrenaline, Gray Line El Salvador, CASATUR y POLITUR

0 comentários: